Tradutor

sábado, 9 de dezembro de 2017

Teologia da Conformidade 315
Aqueles que puxam a iniquidade com corda de injustiça!
 “Ai dos que puxam para si a iniquidade com cordas de injustiça e o pecado como tirantes de carro!” Is 6;18
Estamos presenciando verdadeiros absurdos, deturpação da Palavra de Deus. Pessoas que torcem a Palavra de Deus para justificar as suas praticas de pecados e iniquidades. Alguns que começaram no Espírito e agora estão querendo se aperfeiçoar na carne.
O apóstolo Paulo foi categórico em 1 Co 15;50 “Isso afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus nem a corrupção herdar a incorrupção”.
 A carne nunca se converte. A carne não tem a capacidade de buscar as coisas espirituais. O homem natural não tem a capacidade de entender as coisas espirituais.
 Pois o “Pendor da carne dá para a morte”.
 - “O pendor da carne é inimizade contra Deus”.
 “Portanto os que estão na carne não podem agradar a Deus” Rm 8;6,7 e 8
Chegamos à seguinte conclusão: A Carne é inimiga daqueles querem viver em comunhão com Deus.
Como então alguns procuram justificar suas praticas carnais como sendo algo espiritual?
Tais como: aqueles que procuram justificar o casamento de pessoas do mesmo sexo?
Alguns que outrora estiveram na igreja, provaram da ”boa Palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro” (Hb 6;5) e agora voltaram as antigas praticas e o pior tentam levar  outros ao engano. Consciências cauterizadas - Pessoas que se cercaram de “espíritos enganadores” intitulando-se “Pastores e Pastoras” – Incentivando os outros a seguirem as suas praticas as quais a Palavra de Deus abomina, alegando que Deus é amor!
Porém, esquecem que Ele é também é justiça e o culpado Ele não toma por inocente.
E outro, ele não sairá nunca de sua Palavra. Pois, Ele vela pela sua Palavra para cumpri-la.
Palavra de Deus é muito clara em Hb 6;4,6 – “É Impossível, pois, aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo – é impossível renová-los ao arrependimento
Jesus foi muito claro na sua palavra para aqueles que querem ser seu discípulo.
- Se alguém quer ser meu discípulo: – Negue-se a si mesmo. Pegue a sua cruz. Aborreça a sua própria vida. Renuncie a tudo o que tem por amor a mim.
- Aquele que me AMAObedece a minha Palavra e os meus mandamentos.
Arrependam-se de seus pecados e das suas iniquidades.
Como se explica que alguns querem ao mesmo tempo servir a carne e ao mesmo tempo agradar a Deus?
A Bíblia afirma – Que isso é Impossível!
Deus requer de cada um de nós a renuncia total. Inclusive da nossa própria vida. Morremos para esse mundo e para suas praticas. Somos novas criaturas. Lavada e remidas pelo sangue do Cordeiro.
Como então vamos incentivar as praticas que a Bíblia condena?
Tais como as relações sexuais ilícitas, como casamento de pessoas do mesmo sexo?
Como então, estão surgindo igrejas ditas “evangélicas” cujos lideres são comprometidos com tais praticas?
Paulo afirma em 1 Co 6;9,10 “Ou sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos enganeis; nem impuros, nem idolatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.
Como também é abominável para Deus a relação de homem com homem e mulher com mulher. Lv 18,22
Amados! Estes são os sinais que Jesus nos alertou, que a sua vinda está próxima. Pois a corrupção moral do homem tem chegado a níveis tais, que a intervenção de Deus é iminente. O juízo de Deus não tardará para fazer cessar tais abominações.
Para a sua justificação dizem: Deus é amor e não faz acepção de pessoas. Esquecem, porém que Deus não mudará a sua Palavra por qualquer um que seja – Se Deus não poupou o seu próprio filho, mudará a sua Palavra para acolher aqueles que a deturpam com a finalidade de justificar tais praticas? Eu creio que não!
Porém, quando há arrependimento verdadeiro e a confissão dos pecados, repudiando a tais práticas, Deus na sua infinita misericórdia perdoa e recebe o pecador em seus braços. Jesus veio proclamar a libertação aos cativos e destruir as obras do diabo.
Busquemos em Deus o livramento, para que não sejamos coniventes com aqueles que defendem e praticam tais abominações.
Vigiemos, para não sermos cumplices dos seus pecados.
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges




sábado, 2 de dezembro de 2017

Teologia da Conformidade 314
Seja você uma bênção!
Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente. Este obterá do Senhor bênção e a justiça de Deus a sua salvação.” Sl 24; 4 e 5

Interessante que no hebraico não existe o verbo “TER” e sim o verbo “SER”.  Então, sendo assim devemos ser uma bênção, pois, aquilo que você tem, pode perder, mas se você é sempre será uma bênção!
O mais importante não é TER, mas sim SER. Se somos, então, temos algo. É esta a vontade do Senhor para cada um de nós. Ser uma bênção, emanaremos o suave e precioso perfume de Cristo Jesus onde estivermos.  Algo de extraordinário irá acontecer. E o nome do Senhor Jesus será exaltado.
É por isso que o SER é melhor do que TER.  De que adianta você ter muitos bens, mas não ter paz, salvação, vida eterna, alegria verdadeira, amor, domínio sobre os problemas e uma mente confusa e atribulada?
Alguns ministérios tem priorizado o TER. Deparamos com cristãos imaturos e fúteis onde os seus valores são bem parecidos com do mundo dos incrédulos, daqueles que não tem Deus em suas vidas.
Pois, sabemos que aqueles que estão Cristo Jesus tem esperança. Porém, aqueles que não têm esperança, vivem em conflitos e tem a mente conturbada e em confusão.
O mundo precisa de Cristo Jesus, pois, está doente. Vive-se uma vida em desespero e angustia. Alguns buscam nos prazeres, nas drogas e nos vícios, alguma paz. E cada vez que passa o efeito, voltam a ficar em pior estado do que antes. Será que isso é vida?
Vivemos em um mundo iníquo, um mundo de injustiça. Só Jesus pode proporcionar a verdadeira justiça. Coloca-nos na posição correta, e faz as bênçãos chegarem até nós.
Por isso o enfoque exagerado de prosperidade em se TER, não edifica. Pois é o mesmo que o mundo também busca. Sendo você uma bênção, você será bem sucedido em tudo que realizar. Pois, aquele que abençoa será abençoado. Por isso é importante abençoar as nossos filhos. Desejar as pessoas às bênçãos preciosas de Deus sobre suas vidas.
Jesus disse: “Tudo quanto, pois, que quereis que os homens vos façam, assim faça-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas.” Mt 7;12
Deparamos com um mundo onde as pessoas em sua maioria são amargas, desesperançadas, e com raízes profundas de amargura. São eternas insatisfeitas e nada as satisfazem e sempre estão em busca de algo. Buscam em vão no mundo. Porém, sabemos que só em Cristo Jesus elas terão a paz que tanto buscam. Preencherão o vazio de seus corações. Só Deus pode preencher.
Continuamente, inclusive a própria mídia, prestigia as coisas erradas que vão contra os mandamentos de Deus. Acha que os princípios cristãos amarram as pessoas e por isso elas não são livres. Tais preceitos devem ser combatidos, e devem ser derrubados.
Tal “liberdade” não tem trazido paz ao mundo, muito pelo contrario, vemos a violência proliferar. Cada vez mais o mundo prestigia o que é errado, com isso proliferação de tudo o que não presta e que agride a família, a criança e principalmente toda autoridade.
O fruto de tal procedimento é aprofundamento da rebeldia. A Bíblia afirma que os rebeldes morrem cedo, por causa do pecado da rebeldia, porque não estão na posição correta, ou seja, estão de fora da posição de justiça.
Jesus disse: “Bem aventurado os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos.” Mt 5; 6
O mundo preciso contemplar uma Igreja que SEJA uma Bênção. Para que o poder de Deus em nome de Jesus neutralize as trevas que tentam dominar esse mundo tenebroso.
O mundo precisa contemplar que há uma saída. E está saída está em Jesus.
A Igreja precisa usar da sua prerrogativa deixada por Jesus, que é de LIGAR a terra com o céu. Pois, está escrito: “Em verdade vos digo que tudo que ligardes, na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus.” Mt 18; 18 – É preciso que a Igreja se posicione  e clame para seja desligado toda corrupção, toda promiscuidade, todo desvio de valores.
Que a verdadeira justiça venha imperar neste planeta. Que o amor seja verdadeiro. Que o egoísmo, orgulho e a soberba sejam aniquilados. E que verdade prevaleça!
Precisamos aprender a usar de tudo aquilo que Jesus conquistou na cruz do calvário. O sangue de Jesus Cristo que nos garante a vitória. O diabo e seus demônios já estão derrotados.
Proclamemos essas verdades. Não deixemos nos intimidar. Lancemos fora o medo que procura nos neutralizar para que não proclamemos o evangelho do reino. Falemos do amor de Deus, pois as pessoas precisam conhecer esse amor.
Vamos à frente com Cristo Jesus!
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges



sábado, 25 de novembro de 2017

Teologia da Conformidade 313
O mundo que a cada dia se afunda no engano e na mentira! Parte 2
Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.” 2 Tm 3;13
Vivemos em um mundo que a cada dia se supera nas afrontas a Deus e a sua Palavra. Onde a devassidão, a mentira e o engano fazem parte de contexto, onde o certo passou a ser errado e errado certo. As inversões de valores são tão proeminente e tão descarada que nós nos surpreendemos com tamanha falácia das daqueles que exercem autoridade, daqueles que deveriam julgar de acordo com a lei, ou mesmo a própria mídia comprada, adotou a mentira e desvirtuar a verdade por interesses daqueles que são poderosos e que pagam mais.
Sabemos que tais atitudes levará a humanidade a pagar um alto preço pelo processo de contestação de valores tradicionais oriundo da palavra de Deus. Devido à divulgação e a pressão exercida por aqueles que acham que tais atitude e práticas são normais. Que a Bíblia está ultrapassada, por isso valores da família, o aumento da violência, a corrupção desenfreada e exaltação da permissividade sexual, com as campanhas Lgbt, casamento de pessoas do mesmo sexo, zoofilia, nada mais é do que decadência moral do ser humano.
Percebe-se a decadência quando há posicionamento contrario a certas convenções sociais, rotulando-as de preconceitos burgueses ou religiosos. Em seguida, passa a investir contra padrões de conduta que presidem as relações entre os cidadãos. Atingindo assim, a própria identidade social. O método é ridicularizar, como mero tabu que deve ser derrubado para o bem do homem e por sua “liberdade”.
Estamos vivendo como o apostolo Paulo mencionou: “tempos trabalhosos”. Uma era onde a religião cristã passou a ser vista como mal social que reprime a liberdade do ser humano, onde as preferencias sexuais passaram a ser um direito inalienável da pessoa. Agora, não satisfeitos, estão investindo nas crianças, usando assim, a escola como veiculo para introduzir na cabeça das crianças aberrações tais como: Ideologia de gênero, com proposito de confundir a cabeça das crianças, induzindo a pratica da pedofilia como algo natural.
Estão procurando tirar autoridade do pai e da mãe e assim levar os jovens a se rebelarem contra os seus pais e também contra toda e qualquer autoridade.
Passamos assim, a chegar a seguinte conclusão que o mundo perdido que jaz do maligno, que os desejos sexuais de alguns, não importa quais sejam, devem ser respeitados como sacrossantos, acima de qualquer julgamento.
No caso de choque entre conceitos religiosos e preferencias sexuais, estas últimas têm todas as regalias e todas as primazias, sem levar em conta o desejo da maioria, a opinião de cidadãos responsáveis, as tradições, a história, a cultura e sequer a ciência. Querem mudar a biologia para justificar as suas praticas escusas. Querem mudar a Bíblia, para adequá-la para alguns, onde a sua consciência os acusas, onde até no meio religioso alguns tem assumido que aceitam e são praticantes de tais praticas que a palavra condena.
Ora, não podemos comprar o Amor (ágape) com amor (philos) ou mesmo com o amor (Eros).
O amor (Ágape) diz respeito do amor de Deus para com o homem; do amor do homem para com Deus e do amor do homem para com o seu próximo. O amor ágape expressa à ideia de um sentimento muito elevado.
O amor (Philos) é muito parecido com Amor (Ágape). O amor (philos) pode ser compreendido como sendo um sentimento de simpatia natural, uma profunda amizade, carinho, misericórdia, bondade, etc...
O Amor (Eros), expressa um amor entre o homem e a mulher, um amor mergulhado em paixão e romantismo, transmitindo também o sentindo de desejo sensual e sexual. O amor (Eros) tem uma conotação de deleite de prazer, satisfação carnal.
Dizer que o Deus Eterno aprova a união de dois homens ou duas mulheres, por dizer que Deus é amor, que o sentimento entre essas pessoas é puro e sincero é ridículo!
Deus aprova quando Amor envolvido e o Amor (Ágape). Não o Amor (Eros).
Tal entendimento que alguns querem passar para aplacar as consciências de alguns que se sentem culpados quando se envolvem em relacionamentos com pessoas do mesmo sexo, é totalmente inúteis e injustificados perante Deus. Pois, Deus não se contradiz e nem vai contra a sua Palavra. 
Tudo isso, não passa de mentira e engano de Satanás, para levar tais pessoas à perdição eterna, Posso afirma que: Deus ama o pecador, porém, abomina o pecado.
A própria Palavra afirma que: “O salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”. Rm 6;23
Como também temos: “Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão. Assim, pois, não depende de quem quer, mas de Deus usar a sua misericórdia. Rm 9; 15 e 16
Amados, não nos deixemos levar por tais filosofias ou interpretações que alguns que de forma sutil procuram justificar aquilo que não é justificável. Pois, sabemos que Deus não muda. O homem tem livre arbítrio para fazer da sua vida o que quer. Porém, no final terá que prestar conta de tudo quanto ele fez. Pois, a vida é um dom de Deus. E cada um de nós irá prestar conta do que fizemos para o bem ou para o mal.
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges

sábado, 18 de novembro de 2017

Teologia da Conformidade 312
O mundo que a cada dia se afunda no engano e na mentira! Parte 1
Então se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo! Ou: Ei-lo ali! Não acrediteis; porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar se possível, os próprios eleitos.” Mt 24; 23 e 24
Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isso não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniquidade, o filho da perdição.” 2 Ts 2; 3
Ora, o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais e prodígio da mentira.” 2 Ts 2; 9
Dizer que tais advertências de Jesus e Paulo não são pertinentes para nosso tempo, é desdenhar de tamanhas evidencias que presenciamos em nosso dia a dia, ao lermos os jornais, e mesmo ao vermos os noticiários da televisão.
A violência, onde vida vale tão pouco. Apologia a tudo que é pratica condenada pela Bíblia tais como: homossexualismo, sadismo, zoofilia, pedofilia.
Como a corrupção descarada daqueles que estão no poder. A mentira, o engano, como algo corriqueiro e normal. A Pouca importância dada ao ser humano e ao amor ao próximo.
Dizer que a palavra de Deus não avisou que chegaríamos ao ponto, o qual o Senhor Jesus afirmou que o mundo estaria semelhante ao tempo de Noé e semelhante o tempo dos pecados de devassidão das cidades de Sodoma e Gomorra, são tão evidentes que ninguém em sã consciência, não pode afirmar que não está acontecendo.
Sabemos que não é de hoje que tal degradação vem ocorrendo, desde a queda de Adão no Éden, começou assim o espirito de rebelião operar neste mundo. Aflorou no homem, sentimentos tais que outrora não tinha surgido em seu ser. Surgiram assim os conflitos entre os homens. O primeiro que a Bíblia relata foi o assassinado de Abel por Caim seu irmão. Caim e Abel trouxeram ofertas a Deus. “Caim trouxe do fruto da terra e Abel trouxe das primícias do seu rebanho, pois Abel era pastor de ovelhas e Caim lavrador, (Gn 4;3 e 4) – A Bíblia reporta que Deus agradou-se da oferta de Abel e não de Caim.
Deus perguntou a Caim ”Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo”. Gn 4; 6 e 7
Existia uma escolha para Caim. Dominar o pecado, isto é; a motivação do mal no seu coração, ou entregar-se ao pecado e o desejo maligno do seu coração.
O relato que se segue constata-se que Caim deixou-se dominar pelo pecado ao ponto de assassinar o seu próprio irmão Abel.
Esse conflito de rebelião tem pairado de forma continua no coração dos homens. Que preferem ser dominado pelo pecado, pelo instinto do mal do que procurar domina-lo.
Durante a história é frequente surgirem homens que de forma ostensiva afrontaram a Deus, porém, no final morreram de forma trágica. Principalmente aqueles que lutaram deliberadamente contra Deus e a sua Palavra.
Tais como François Marie Arouet, mais conhecido como Voltaire, que afirmou que bastava dez pessoas para acabar com cristianismo, Voltaire já morreu e o cristianismo continua. Outro que se alvoroçou contra o cristianismo foi Friedrich Nietzsche, ao afirmar que Deus morreu. Sabemos que Nietzche morreu louco e sifilítico com um cancro no cérebro. Porém, o cristianismo continua.
Os Estados Unidos da América (EUA), que começou como nação, fundamentada nos princípios bíblicos, paulatinamente começou a sair desses princípios por influencia de certas pessoas, que achavam que tais princípios reprimia a liberdade das pessoas. Uma delas foi Madeline Murray O’hare, que achava que era improprio se fazer nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, a oração no início das aulas, e a opinião publica em sua maioria acatou e concordou, tiraram a oração das salas de aula. O seu fim foi de ser assassinada.
Após isso outros acharam que seria melhor tirar das escolas a leitura da Bíblia. O que foi tirado.
Temos presenciado crianças e jovens rebeldes, egoístas, grosseiras que não obedecem aos pais, professores ou qualquer outra autoridade. Por quê?
Pois certo Dr. Benjamin Spock disse que não deviríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, pois isso poderia afetar as personalidades em formação dessas crianças, prejudicando assim a sua autoestima. Esqueceu-se de mencionar que o seu filho se suicidou. É sinal que coisa não funcionou as mil maravilhas, para família do Dr. Spock.   Tal iniciativa desautorizou que professores e diretores das escolas deixassem de disciplinar as crianças quando se comportassem mal.
Agora, temos a famigerada “Ideologia de Gênero” que quer nortear a criação de nossas crianças no que tange a sua sexualidade, deixando nossas crianças confusas e vulneráveis a mercê de pessoas mal intencionadas e para isso usa-se a Escola e os professores como formadores, tirando a autoridade dos pais.
Será que esse povo, não vê qual tem sido errado quando os princípios básicos da família como instituídos por Deus, em sua palavra são tirados, passa a ser letal para sociedade e para humanidade?
Todos que mencionamos que foi porta voz de coisas abomináveis, tiveram um fim trágico, deixando na sociedade graves consequências?
Sabemos que espirito de Satanás que é a rebelião, o qual leva o homem a se confrontar contra Deus o seu criador.
É comum alguns usarem da mídia, para proliferar ideias que vão contra a Palavra de Deus. Se a Palavra de Deus afirma: “Não retires da criança a disciplina, pois se, fustigares com vara, não morrerá. Tu fustigarás com vara e livrarás a sua alma do inferno” Pr 23; 13 e 14 é porque sem disciplina e correção, os parâmetros do que é certo ou errado para as criança se perdem, e essas ficam achando que tudo lhes é permitido.
O que temos visto a cada dia, que alguns jovens motivados pelo mal e pela total ausência dos princípios Bíblicos em suas vidas, tornaram-se rebeldes, cruéis, insubmissos, desobedientes aos pais, que cedo se envolvem em crimes, desconhecendo respeito pelo próximo, zombando da sociedade como um todo. Isto, devido às leis frouxas que os “protegem”, porém essas leis não protegem as pessoas que são as suas vitimas. Onde até na presença de autoridades são insolentes e debochados, pois as leis criadas para lhes favorecerem, os torna impunes para os crimes por eles praticados.
A Palavra de Deus afirma categoricamente – Não matarás. Não roubaras. Isto é para qualquer um. Adulto ou jovem. Pois sabemos que esses jovens infratores, sabem perfeitamente o que estão fazendo.
São monstros criados pela própria sociedade que agora se voltam contra ela; fruto das ideias liberais que alguns pensaram e o mundo acolheu como sendo verdade, deixaram de lado os princípios Bíblicos por serem ultrapassados. Estamos assim, colhendo o fruto amargo de tais ideias.
Amados, a Palavra de Deus ainda é o melhor antidoto para proteção contra o mal nas nossas crianças e nos nossos jovens. Pois ela diz: ”Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” Pr 22; 6
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges





sábado, 11 de novembro de 2017

Teologia da Conformidade 311
A proliferação do Engano e da Mentira.
Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade; põem o amargo por doce e o doce por amargo!” Is 5;20
“Não temas, quando alguém se enriquecer, quando avultar a glória de sua casa; pois morrendo, nada levará consigo, a sua glória não acompanhará” Sl 49;16,17
Amados! A brevidade da vida é uma realidade. Temos visto certos homens que por causa do poder pensam que estão acima de Deus. Pensam que são eternos.
Quantos já passaram e hoje já não existem mais!
Morrendo, nem a sua glória os acompanhou. Quantos têm usado de mentira e do engano para obter poder, fama e glória. A Bíblia os chama de loucos!
Vivemos dias que algumas ideologias provindas das trevas onde agentes de Satanás explicitamente proclamam abertamente inversões de valores onde o bem chama mal e o mal o bem. Das trevas chama luz, e da luz trevas!
Aqueles que apoiam a desconstrução da família. A ideologia de gênero. Procurando mudar aquilo que Deus criou. Macho e Fêmea. Tais inversões de valores onde os alvos são a família e as crianças.
Tais que são “arautos” de tais aberrações acham que ficarão impunes da justiça de Deus.  
Será que aquele que criou todas as coisas não esta vendo?
Não se levantará e fará justiça?
“Ai dos que decretam leis injustas, dos que escrevem lei de opressão” Is 10;1
O que é muito pior são os governos de diversas nações que estão apoiando tais ideologias, que são nocivas, cuja, a sua ação tem sido nefasta. Onde a esquerda e sua ideologia socialista abraçou está causa. Não é para menos, pois, a própria agenda comunista apoia tais conceitos.
Sendo que as suas principais diretrizes são:
1)     Destrua a família;
2)     Destrua qualquer crença religiosa;
3)     Destrua a moral, a ética e os bons costumes;
4)     Promova o caos e a desordem social;
5)     Desarme o povo;
6)     Destrua a economia;
7)     Promova os maiores absurdos tais como; a pedofilia, zoofilia e a necrofilia;
8)     Torne normais as coisas absurdas.
Fazendo assim destruímos uma nação. Então aqueles que usam de tais armas se apoderarão do poder.
Porém, o que eles esqueceram que as nações que usaram destas praticas, não deram certo. Pois, o Deus que criou os céus e a terra ainda continua no poder deste mundo e do universo. Tudo está no seu controle. Basta que Igreja ore e se posicione e Ele agira com a sua mão poderosa.
Estamos aqui alertando o que o apóstolo Paulo nos diz nas cartas aos Gálatas 6; 7,8
 “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção”.
Devemos continuamente orar por aqueles que nos perseguem.
Clamar a Deus, pois do Senhor é o Reino, é Ele que governa as nações. (Sl 22; 28) para que venha fazer justiça. Ele é aquele julga retamente.
Inclusive estes governantes que tem apoiado tais barbaridades serão punidos severamente. Deus os colocará em lugares escorregadios. E o seu fim está próximo.
Amados! A nossa arma é a oração, a suplica e a intercessão, para que nosso Deus venha agir. Não sejamos coniventes com tais situações.
Que o nosso posicionamento seja firme, que nos posicionemos contra tais absurdos. Pois o Senhor nos honrará.
Não nos calemos por amor de nossos filhos e netos e pela Palavra Deus. Halleluyah!
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges





sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Teologia da Conformidade 310
A proliferação das falsas doutrinas.
Quando estava de viagem, rumo a Macedônia, te roguei permanecesses ainda em Éfeso para admoestares a certas pessoas, a fim de que não ensinem falsas doutrinas, nem se ocupe de fábulas e genealogias sem fim, que, antes promovem discussões do que o serviço de Deus, na fé.” 1 Tm 1; 3 e 4
O apostolo Paulo já no seu tempo combatia a proliferação de falsas doutrinas, as quais em vez de acrescentar faziam o contrario, traziam confusão e duvidas para aqueles que recentemente receberam o Evangelho do Reino.
Satanás, e seus demônios não perderam tempo em usar seus agentes para difundir entre os recém-convertidos, falsas doutrina para desviar o foco da verdade do Evangelho.
Como existe a sã doutrina, existem também as doutrinas insanas que causam insanidade. A sã doutrina fortalece, enquanto as outras enfraquecem trazendo duvidas e confusão.
Vivemos a proliferação em nosso tempo das doutrinas insanas, onde Pedro em sua segunda carta alertava aos cristãos sobre os falsos mestres: “Assim como no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão heresias destruidoras, até o ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição.” 2 Pe 2; 1
Alguns líderes para tornarem o Evangelho palatável para o mundo passaram a pregar no seio da Igreja heresias destruidoras, onde as consequências dessa ação tem sido devastadora.
Quanto à sã doutrina proporciona a certeza e o amadurecimento do cristão, as falsas doutrinas se ocupam principalmente de coisas secundárias, tornando o cristão inseguro e imaturo. O objetivo desses falsos mestres é de vincular a pessoa a sua ação de domínio.
Como alertou Paulo: “Eu sei que depois de minha partida, entrarão entre vós lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles.”  At 20; 29 e 30
Entendemos assim, a origem de todas as seitas e de todos os grupos de natureza sectária. Eles se baseiam em visões enfatuadas, fábulas, fantasias. Além disso, também usam de conteúdo exotérico e de filosofias extra bíblica. São acréscimos feitos pelos homens à Palavra de Deus. Tanto Paulo como Pedro exortava aos cristãos que não se desviassem da sã doutrina que lhe fora ensinada, para que eles não viessem a ser presa fácil para os falsos mestres.
Questões que antes era tema no Antigo Testamento, tais como as genealogias, passaram a não ter importância no Novo Testamento. Tanto que Paulo exorta: “Evita discussões insensatas, genealogias e debates sobre a lei; porque não têm utilidade e são fúteis”. Tt 3;9  
Em algumas seitas, entre elas a dos Mórmons, a genealogia é valorizada. Porém, sabemos que o Novo Testamento trata de vocação, de fé e de conversão e não de descendência.  
As falsas doutrinas de modo geral podem ser identificadas pela sua agressividade, por se dizer única e também por serem ofensivas. É dito de forma enfática: “Nós temos a verdade revelada!”.
Essas doutrinas promovem discussões e brigas e não promovem a edificação divina. Muitas das vezes elas giram em torno de algumas ênfases que são transformados em itens principais, Fica difícil conversa sobre outros assuntos com essas pessoas. Por exemplo: Podem ser questões quanto ao sábado. Dando em se guardar o sábado status superior até da salvação pela graça. Sabemos da importância do sábado. Porém, para os gentios, os apóstolos não deram ênfase em se guardar o sábado, para aqueles que estavam sendo alcançados pelo Evangelho.
Como Paulo afirma: “Ninguém, pois, vos julguem por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados, porque tudo isso tem sido sombra das coisas que haviam de vir; porém o Corpo é de Cristo.” Cl 2; 16 e 17
Algumas seitas passam a opinar até no que o cristão pode e não pode comer.
As características dos falsos mestres são bem peculiares no seu proceder. Pois, eles se portam de modo presunçosos, prepotentes, orgulhosos, arrogantes e não aceitam ensinamento, chegando até ignorar qualquer contra argumento bíblico. Ficando impossível manter um dialogo edificante com eles.
As palavras de Jesus são pertinentes para esses tais: “Guias cegos, que coais o mosquito e engolis o camelo” Mt 23;24
Amado, a importância de estarmos sempre lendo a Palavra de Deus, meditando e estudando com diligencia; livra-nos de cair na lábia desses falsos mestres, que na realidade estão a serviço das trevas e do diabo.
Que O Espirito Santo, sempre nos alerte para tais enganos, para não sermos presas desses lobos vorazes.
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges



sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Teologia da Conformidade 309
O perigo daqueles que confiam em um coração enganoso!
Estes sempre erram no coração; eles também não conheceram os meus caminhos. Assim jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso,” Hb 3; 10- 11
A Palavra sempre nos alerta, para que sempre devemos por a prova tudo àquilo que nos vem ao coração. Pois nosso coração é enganoso e corrupto.
Enganoso é coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” Jr 17;9
Deus esquadrinha os nossos corações, e prova os nossos pensamentos, pois mediante tais pensamentos, são geradas as nossas ações. Dizer que algo nos foi falado no coração procede de Deus, algumas vezes podemos ocorrer no erro se antes não colocarmos à prova!
É preciso passar pelo crivo da Palavra e do Espírito Santo, para que não venhamos ser enganados por nossos próprios sentimentos carnais.
Precisamos estar alertas se tais motivações são oriundas da carne ou não. E discerni-las para que elas não nos leve ao erro.
Quando na Antiga Aliança os animais eram usados como oferta de dedicação ou consagração, ou como oferta pelo pecado. Porém, quando Jesus se ofereceu na cruz, como cordeiro sem mácula, como sacrifício vicário por nós, cessou o sacrifício. Hoje, é preciso que cada um de nós, faça morrer a nossa natureza carnal. Morrer para nós mesmos, colocando no altar de Deus tudo aquilo que vem de nossa carne, como o egoísmo, a preguiça, a vaidade, a rebeldia, a velha natureza e tantas outras obras da carne. O altar é lugar de morte, mas a morte é a passagem para vida.
De onde procedem as guerras e contendas que há entre vós? De onde, senão dos prazeres que militam na vossa carne? Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerra. Nada tendes, porque não pedis; pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres”. Tg 4; 1-3
Essa luta é continua. Sabemos das nossas dificuldades em andarmos de acordo com a Palavra de Deus. Porém, Deus sabe disso! O Espírito Santo de Deus, nos ajuda a caminhar essa jornada. Pois o tempo está difícil e dificultoso.
Sabemos das dificuldades que a Igreja enfrenta nesses últimos dias. Sabemos que o fermento das heresias, das futilidades, carnalidade e o mundanismo entraram em alguns ministérios para corromper. Precisamos primeiro, detecta-los e depois neutraliza-los para que o estrago não seja grande, para que não venha levedar toda a massa.
É muito importante que a Liderança da Igreja esteja atenda, para que não venha de forma leviana, abraçar “modismo” ou “liberalismo teológico”, que muitas das vezes apenas trás confusão e retrocesso para o crescimento da Igreja.
Ou transformar o Evangelho do Reino palatável para o mundo e assim desconfigurar o plano de Deus para humanidade. Deus não admite que o homem mude qualquer coisa que ele criou ou estabeleceu.  
O crescimento de todos é fundamental para que a Igreja venha crescer. “Da qual todo corpo, suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos, cresce o crescimento que procede de Deus.” Cl 3;19
É preciso estar ligados à cabeça que é Cristo Jesus. Ajustados e ligados para que possamos crescer.  A direção da Igreja é do Espírito Santo os quais influencia homens com propósito de que esse crescimento seja uniforme e constante. Pois a manifestação do Espírito é concedida a cada um visando um fim proveitoso. Mas um só é o mesmo Espírito que realiza todas estas coisas, distribuindo com lhe apraz, a cada um individualmente.  ( 1 Co 12; 7 e 11)
Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra aquilo que menos tinha, para que não haja divisão no corpo; pelo contrario, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros. De maneira se um membro sofre todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam.” 1 Co 12; 24 – 26
É de fundamental importância a que todos venham crescer com objetivo de adquirir maturidade espiritual. Temos visto muitas “crianças espirituais”, que não crescem, onde algumas lideranças de Ministérios querem mantê-las assim com intuitos de manobra-las e manipula-las. Porém, tais lideranças prestarão conta ao Senhor, por tal atitude.
Amados! Sejamos diligentes para o Senhor Jesus e na sua obra. A cada dia, busquemos nele crescimento para nós e para aqueles que nos rodeia. Lutemos para todos venhamos crescer na Graça e no Conhecimento do Senhor, pois isso é agradável a Deus!
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges