Tradutor

sexta-feira, 24 de março de 2017

Teologia da Conformidade 279
Descobrindo o propósito de Deus em sua vida.
Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” Rm 8;28
Deus criou o homem segundo a sua imagem e segundo a sua semelhança. De todas as criaturas de Deus o homem é único que tem dom criativo dado pelo Deus Eterno. O homem domina os céus, a terra e o mar. Apesar de ser frágil e limitado, o homem tem a capacidade de dominar tanto as criaturas dos céus, da terra e do mar. Conforme lhe foi dito em gênesis: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda terra sobre os todos os repteis que rastejam pela terra.” Gn 1; 26
Porém, o homem perdeu muito devido a sua queda. O homem caído perdeu a capacidade de agradar a Deus. E as suas aptidões foram abaladas. Passou a ser natural para homem agradar a si mesmo e fazer a vontade da carne. O espirito de rebelião passou habitar no homem, e isso é abominável a Deus.
Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, a uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nenhum sequer.” Rm 3; 10 a 12
Esta passou a ser a realidade do homem. Para o homem natural as coisas de Deus passaram a ser estranhas e incompreensíveis. O homem se tornou para Deus inútil, pois o propósito original de Deus para homem perdeu-se devido à queda.
O que é Palavra nos diz que ao homem natural, lhe é impossível fazer o bem. Pode ser até que ele tenha a intenção de fazer, porém não lhe é próprio o fazê-lo.
A explicação das mazelas do mundo em que vivemos, onde o egoísmo impera, onde cada um só pensa em si mesmo, e só valoriza aquilo que é seu. Esse é o fruto do pecado que a humanidade colhe a cada dia.
Não confiemos em nossa justiça própria; não nos julguemos alguma coisa, pois nada somos.
A Palavra de Deus, sempre nos alerta para essa falsa justiça; ”Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia” Is 64;6ª
Quando o homem caído tem um encontro com o Senhor Jesus a perspectiva de sua vida muda completamente. Ele não passa mais a viver para si e seus prazeres e começar a procurar como agradar a Deus e a servi-lo.
Os propósitos antes egoístas mudam para um novo paradigma.
O homem nascido de novo descobre que o seu proposito número um é de adorar e amar a Deus e de como agrada-lo;
O homem nascido de novo descobre que ele faz parte de uma nova família; e que ele foi criado para se tornar semelhante ao Senhor Jesus; e que agora deverá se engajar em servir a Deus com inteireza de coração; e a sua missão é de espalhar a boa nova do Evangelho do Reino e proclamar as virtudes daquele que lhe resgatou das trevas para sua maravilhosa luz. Halleluyah!
É publico e notórios que a cada dia, os dias se tornam mais trabalhoso, mais difíceis.
A nossa esperança está centrado em Nosso Deus e em Nosso Salvador Jesus Cristo, e na sua Palavra, pois ela testifica da verdade. A Palavra nos consola, nos ensina, e nos dá esperança para continuar a nossa luta do dia a dia.
Devemos fazer o que nos ordenou o Senhor Jesus: “Guarda a Palavra da perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a terra. Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa”. Ap 3; 10 e 11
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges

sexta-feira, 17 de março de 2017

Teologia da Conformidade 278
Porque Deus não nos tem dado espirito de covardia.
Porque Deus não nos tem dado espirito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.” 2 Tm 1; 7
Já chegou a hora de que todo aquele que professa Cristo Jesus, haja de forma destemida e proclame a sua fé.
Temos na Sagrada Escritura o exemplo de homens e mulheres que de forma destemida deram sua vida e derramaram o seu sangue por amor a Jesus.
Alguns foram torturados, não aceitando seu resgate, para obterem superior ressureição; outros, por sua vez, pela prova de escárnios e açoites, sim, até algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fios de espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados. (homens dos quais o mundo não era digno), errantes, pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra. Ora todos eles obtiveram bom testemunho por sua vez não obtiveram, contudo, a concretização da promessa.” Hb 11; 35 a 39
Pensamos que tais situações descritas acima na palavra ocorreram no passado distante. Porém, muito pelo contrario, tem acontecido comumente nos nossos dias, onde milhares de cristãos têm sido mortos de forma violenta por aqueles que não aceitam a fé cristã. Hoje se sabe, que 120 mil cristãos são mortos por ano, por causa da sua fé em vários lugares do mundo.  E atrocidades relatadas na palavra têm acontecido diante de nossos olhos, onde irmãos têm sidos martirizados, enquanto a igreja do ocidente apenas se preocupar em proclamar um “Evangelho Morno” onde o centro é o homem e o seu bem estar.
É por isso que em muitos países bem desenvolvidos, onde o materialismo exacerbado tem sido a causa de uma decadência moral generalizada onde a família tem sido destruída por causa do egoísmo, e os jovens, por não terem por que lutar, acham as suas vidas vazias e fúteis e por isso são levados ao suicídio.
Tudo porque a igreja deixou de fazer o seu papel de ser a norteadora da sociedade e de estabelecer paramentos para sociedade nela inserida.
É preciso que igreja que dorme acorde enquanto é tempo, para que se possa posicionar contra a invasão das trevas e a destruição dos valores cristãos.
Está chegando a hora da igreja “usar as armas poderosas em Deus. Para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus”. 2 Co 10; 4 e 5
É necessário que a igreja busque os dons do Espirito Santo, para fazer frente às ações maléficas das trevas. Devemos agir como as virgens prudentes da parábola das 10 virgens, que se preparam para chegada do noivo.
Lembremo-nos do que Jesus disse: “Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano.” Lc 10; 19
Os discípulos se alegram perante Jesus, pois diziam que os próprios demônios se submetiam pelo nome de Jesus. (Lc 10; 17)
O que Jesus lhes respondeu: “Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus.” Lc 10; 20
Se o Senhor nos deu tal autoridade à igreja por sua vez, esta deve instruir a cada membro a fazer uso dessa autoridade, para se colocar contra ação das trevas.
As famílias sendo destruídos, os relacionamentos, intrigas, disputa, casa dividida, dissenção, fação, operação de demônios com objetivo de trazer desgraça.
E as pessoas inoperantes a estas ações achando que nada podem fazer, pois lhes ensinaram, nada podem fazer contra as obras nefastas das trevas. Mentira!
E nome de Jesus não tem poder?
Cada um deve saber que não é pela sua própria virtude, ou por que haja algum bem em si, ou por seus méritos. E sim pelo nome poderoso de Jesus. É neste nome que os demônios se submetem. Para isso é necessário coragem e fé. Pois é preciso crer nos sinais.
E que o Senhor Jesus nos disse: “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem; em meu nome expelirão os demônios, falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles ficarão curados.” Mc 16; 17 e 18 
Amados! Devemos nos lembrar de que a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores desse mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestes. Ef 6;12
Sabemos que estamos numa batalha. Querendo ou não querendo, todos devem aprender a guerrear contra ação maléfica das trevas, pois o inimigo das nossas almas não está para brincadeira. Ou você se posiciona, ou será tragado pelas trevas.
Peça ao Senhor Jesus que a cada dia lhe revista com a completa armadura para que possa resistir no dia mau e depois, de terdes vencido, permaneça inabalável. ( Ef 6;13)
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges



sexta-feira, 10 de março de 2017

Teologia da Conformidade 277
As inversões de valores de um mundo pseudomoralista!.
Pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador” Rm 1; 25
O mundo todo está atônito com acontecimentos que agora presenciamos. A cada dia multiplica-se a iniquidade e os valores são invertidos, para justificar as praticas insana. Ao mesmo tempo tentam explicar, porém, as suas explicações não convencem nem a eles mesmos. Estão perdidos, cegos e desnorteados e alguns desesperados vivem uma contínua aflição de espírito sem saber o que fazer. Fruto da semeadura que fizeram e que agora estão colhendo.
A cada dia que passa o mundo e os seus valores se afundam na lama.
Então! De repente surge uma questão dita moral.
Por exemplo: como punição para aqueles que discriminarem os homossexuais. Até aí, deve-se o respeitar a pessoa e sua opção sexual. Porém, o ativismo gay, não quer só punir aqueles que descriminam. Eles querem que quaisquer menções feitas por questões religiosas ou morais sejam consideradas como descriminação e que sejam punidas pela forma da lei.
Para aqueles que têm certa reticencia, quanto em aprovar tais praticas por questões de consciência ou moral de cunho religioso, devem também ser respeitados por não concordarem. Porém, não bem isso que eles querem, Querem impor a força que seja aceito unilateralmente, a ponto que seja feito qualquer menção, mesmo sendo em um púlpito de uma igreja, seja considerado com descriminação.
Então! O que eles querem que os textos da Sagrada Escritura que condenam tais praticas não sejam mais mencionadas em pregações?
Sendo assim, não devemos mais condenar, os adúlteros, os ladrões, os assassinos, os corruptos, os pedófilos e todos aqueles que agem de forma contraria da Palavra de Deus?
As coisas tem se acirrado a tal ponto, que até os desenhos da Disney têm sido usados para promover agenda LGBT, onde casais gays aparecem se beijando, que levantou protesto do Pastor Franklin Graham (Filho de Billy Graham), que destacou a decepção com a produtora, que anteriormente lançava filmes e desenhos que exaltavam a importância das relações familiares e agora de uma forma bem contundente estão introduzindo a agenda LGBT no coração das crianças, onde alerta que os pais tenham cuidado com aquilo que os filhos venham ver.
Aí dos que ao mal chama bem e ao bem mal; que fazem da escuridade luz e da luz escuridade; põem o amargo por doce e o doce por amargo!” Is 6; 20
É por acharem que os preceitos cristãos estão ultrapassados, é que o mundo caminha a passos largos para perdição e o caos. Quando uma sociedade perde os seus parâmetros morais, o caos é instalado, porque as pessoas acham que não devem obedecer as leis e nem as autoridades constituídas.
Temos presenciado como a violência se multiplicou, pela frouxidão das leis para com os menores de dezoito anos; tem aumentado de forma expressiva os assassinatos, estrupo, roubo e a violência, praticada por esses menores, pois eles não temem a lei.
Outro fator preponderante é o que se refere à família. Querem esvaziar o poder dos pais sobre os filhos e que o estado venha cuidar da educação das crianças e adolescentes, levando-os a se rebelarem contra os seus genitores quando estes o punirem quando fizerem algo de errado. É essa frouxidão que está fazendo com que esse jovem pense que ele pode tudo e que não existe nada que o venha impedir.
Os movimentos feministas vêm pressionando os governos para que o aborto não tenha nenhuma restrição para ser feito, por acharem que as mulheres têm direito sobre o seu próprio corpo.
E criança que está sendo gerada, não tem nenhum direito?
Esta provada que crianças desde a fecundação passam a sentir todos os estímulos emocionais no ventre de sua mãe, inclusive quando submetida ao aborto elas entram pânicos, pois sabem que a sua vida corre risco.
Pois aquele que faz a injustiça receberá em troco a injustiça feita, e nisto não há acepção de pessoas.” Cl 3;25
Hoje se prestigia o criminoso em vez da vitima. Os direitos humanos só funcionam para aquele que praticou o crime, porém, pouco faz pelas vitimas desses criminosos.  Inclusive leis têm favorecido com indenização, aos criminosos que não tiverem condições dignas de cumprir as suas penas pelo estado.
E para as famílias das vitimas o estado não precisa indenizar pela sua inoperância?
É essa inversão de valores, que tem nos indignados e que povo de Deus tem estar ciente para combater tais abusos. Chegou a hora de também a igreja se posicionar contra tais abusos. Pois sabemos que as trevas estão em ação para tolhi toda e qualquer manifestação da Palavra de Deus.
“Disse Jesus: Eu via Satanás caindo do céu como relâmpago”. Lc 10; 18
Aí da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.” Ap 12;12
Amados! Oremos, pois a oração tem poder para que possamos escapar da fúria do maligno e seus demônios; “e o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo de vossos pés a Satanás. A graça do nosso Senhor Jesus, seja convosco”. Rm 16;20 
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges




sexta-feira, 3 de março de 2017

Teologia da Conformidade 276
Buscando e nos preparando paro o Reino de Deus!
Entretanto, busquem em primeiro lugar seu Reino e sua justiça, e todas estas coisas também lhe serão dadas. Não se preocupem com amanhã – o amanhã se preocupa consigo mesmo! O dia de hoje já possui tzarot suficientes!” Mt 6; 33 e 34 (BJ)
Fazendo uma breve reflexão nesses versículos, destacamos alguns pontos os quais Jesus mencionou.
O primeiro deles que Jesus menciona é sobre o Reino: busquem o seu Reino.
Reino de quem?
A resposta é: O Reino de Deus.
Então se temos que buscar esse Reino, com certeza nesse Reino tem um Rei.
Então, quem é esse Rei?
O próprio Senhor Jesus é o Rei, que foi coroado pelo Pai. Ele é Rei dos reis. Senhor dos Senhores.
O segundo ponto que Jesus menciona, foi a Justiça: Busque a sua justiça.
Sabemos que toda nação tem uma carta magna onde todas as leis são fundamentadas.
No Reino de Deus também temos uma Carta Magna. E essa Carta Magna é a Palavra de Deus.
Então! A Compreensão que temos é que devemos nos submeter ao Rei que governa esse Reino e as leis baseada na Carta Magna desse Reino que é Palavra de Deus.
Como súditos desse Reino devemos nos submeter em tudo ao Rei e a suas Leis que emanam da sua Palavra.
Por buscar o Reino e a Justiça teremos: “E todas essas coisas também lhe serão dadas”.
Que coisas são essas que Jesus menciona?
Encontramos nos versículos acima: O que vestiremos? O que beberemos? O que comeremos?
É isso que os súditos desse Reino têm de direito. As coisas básicas da vida nos serão acrescentada.  Pois o nosso Deus é Fiel e suprirá as necessidades básicas que temos.
Porém Jesus mencionou também – ”Não se preocupem com amanhã – o amanhã se preocupa consigo mesmo! O dia de hoje já possui tzarot suficiente!”
Se somos súditos fieis desse Reino, o Governante desse Reino suprirá todas as necessidades básicas de seus súditos. Cuidará de cada um em particular. Para aqueles que o busca com inteireza de coração, com coração totalmente submisso ao seu Rei. Aprendendo a confiar no nosso Rei, entregando a direção de nossa vida em suas mãos.
 - Jesus alerta: ”O dia de hoje já possui tzarot suficiente
A palavra tzarot, significa mal, também significa “lepra” não no sentido de doença, mas sim doença contagiosa proveniente da impureza do mundo/pecado que jaz no maligno.
Que as nossas ansiedades e preocupações, sejam direcionadas ao nosso Rei e Senhor Jesus Cristo, pois Ele tem cuidado de nós.
“Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” 1 Pe 5;7
Sempre o Senhor Jesus nos alerta para que os “cuidados do mundo” não nos venha escravizar e passarmos a concentrar todas as nossas forças em conseguir as coisas materiais e esquecermo-nos de buscar as coisas do alto. 
Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como laço.” Lc 21;34
Vivemos tempos difíceis e trabalhosos, onde o materialismo exacerbado tem sido o foco de muitos ministérios, através de teologias espúrias onde o foco é aquisição de bens materiais como sinal de fé.
Pois a vinda do Senhor pegará a muitos de surpresa, com afirma a palavra: acautelai-vos para que o coração venha ficar sobrecarregado de coisas fúteis e sem valor alguma e o tempo da vinda do Senhor Jesus, pegue a muitos de surpresa. Como afirma a palavra: Como laço.
O apostolo Paulo nos exorta: “Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios (sujeito ignorante, estúpido), sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espirito.” Ef 5; 15 a 17
Para Jesus o que importa é nos prepararmos para a sua chegada, buscando as coisas celestiais, nos preparando como cidadãos dos céus, para vivermos na glória.
Aqueles que prestigiam a carne. Aqueles que vivem de forma dissoluta, apenas priorizando as preocupações desse mundo, terão uma grande decepção quando na vinda de Jesus forem deixados para trás.
As palavras do apostolo Pedro são pertinente para tal questionamento: “Não retarda o Senhor a sua promessa como alguns julgam demorada, pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento. Virá, entretanto como ladrão, o Dia do Senhor.” 2 Pe 3;  9 e 10
Deus tem dado tempo, para que venhamos nos preparar para esse glorioso dia.
Este deve ser o nosso objetivo número um.  Como Pedro exorta: Ele tem sido longânimo para convosco para que nenhum venha perecer!
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה

Pr. Yosef di David Vidigal Borges

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Teologia da Conformidade 275
Praticando a palavra no dia a dia- Aqueles que mais espalham do que ajuntam!
Quem não é por mim é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha” Mt 12; 30
Hoje, muitos estão fora dos ministérios, ou como alguns dizem: “são aqueles que estão desigrejados”
 Por que será?
Jesus sempre alertou que a Igreja não estaria imune aos ataques de Satanás e seus demônios, que esses iriam introduzir no seio da igreja os seus agentes, com uma única finalidade de espalhar ou escandalizar aqueles que estão chegando.
Jesus contou a parábola do joio: “O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou a boa semente no seu campo; mas, enquanto os homens dormiam veio o inimigo dele semeou o joio no meio do trigo e retirou-se. E quando a erva cresceu e produziu o fruto, apareceu o joio. Então, vindo os seus servos do dono da casa, lhe disseram: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde vem, pois, o joio? Ele, porém, lhe respondeu: Um inimigo fez isso. Mas os servos lhe perguntaram: Queres que vamos e arranquemos o joio? Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio, não arranqueis também com ele o trigo. Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-os em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro.” Mt 13 ; 24 a 30    
Posteriormente Jesus explicou esta parábola a pedido de seus discípulos.  O que semeia a boa semente é o Filho do Homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo que semeou é o diabo; a ceifa é a consumação do século, e os ceifeiros são os anjos. (Mt 13; 37 a 39)
Interessante! O joio só é percebido quando cresce. Pois, o joio se parece com o trigo. A única diferença é que quando ambos crescem o trigo se verga por causa do fruto, porém, o joio permanece ereto não se curvando.  É pelo fruto que passamos a conhecer o trigo. Porém, o joio não produz fruto nenhum. Outro alerta de Jesus: “Pelos seus frutos os conhecereis” Mt 7; 16
Alguns, não admitem que joio também esteja presente no seio da Igreja.
Existe outro lugar onde joio é mais nefasto em sua ação?
Sempre o apostolo Paulo confrontava-se com aqueles que procuravam disseminar um “falso evangelho” ou costumes, doutrina que eram conflitantes com aquilo que foi pregado por ele e os demais apóstolos.
Paulo os denominava de: “... falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo.” 2 Co  11; 13 – Paulo também descrevem como aqueles que são “inimigo da cruz”.  É aqueles que levam as pessoas praticarem preceitos e doutrina de homem. Que procuram tirar a liberdade das pessoas e coloca-las em jugo deles próprio. São falsos pastores, mercenários da fé. “Pois muitos andam entre nós, dos quais, repetidas vezes, eu vos dizia e, agora, vos digo, até chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. O destino deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles está na sua infâmia, visto que só se preocupam com as coisas terrenas.” Fp 3; 18 e 19
Que induzem as pessoas se santificarem na carne.
Temos também aqueles que são falsos profetas, mencionado por Jesus, Paulo e João. Que levarão muitos para perdição eterna. 
Jesus mesmo disse: “Aquele que não é por mim é contra mim”!
Identificando o joio, por ter uma postura religiosa. Em geral é um legalista, um religioso.
E os religiosos são aqueles que nominalmente são membros de algum ministério. Até certo ponto o pastor pode contar com ele. Dizem acreditar em Deus, alguns leem a Bíblia, ora, canta, vãos as reuniões, chama Jesus de Senhor. Porém, onde está a diferença: São aqueles que vivem para si mesmo. São imunes ao sofrimento do próximo. São desprovidos de fruto. Acomodados e mornos na fé. São aqueles que gostam de uma fofoca, de panelinhas, que procuram ficar perto do pastor para paparica-lo e lhe ganhar a confiança.
Que se esmeram em pegar uma liderança para influenciar as pessoas para que venham apoia-lo naquilo que quer fazer;
São imune ação do Espirito Santo;
Em geral é através deles que surgem os escândalos, com a finalidade de espalhar as ovelhas e criar o caos.
A obra desses é nefasta quando a liderança do ministério passa se orientar por aquilo que ele(s) diz(em) e deixa de consular o Espirito Santo.
Gosta, de usar as experiências e as praticas do mundo no seio do ministério, para que as pessoas passem a olhar o ministério como uma empresa.
Gostam de enaltecer as conquistas materiais, pois se preocupam com as coisas terrenas e não as celestiais.
Esquecem que Jesus é a cabeça da Igreja. Que todos os eleitos, são pedras vivas ligadas entre si. “... a cabeça (Cristo), da qual todo o corpo suprido e bem vinculado por suas juntas e ligamentos, cresce o crescimento que procede de Deus.” Cl 2;19
É preciso que Igreja entenda que tudo provem de Deus e que Deus tem a sua forma de atuar bem peculiar e única. É Ele, que através do Espirito Santo dá o crescimento da Igreja. É por sua ação que a Igreja se desenvolve e cresce.
Quando algum ministério começa a decair é porque algo está errado e ocorreu um desvio proveniente de alguma ação que diabo introduziu (fermento), que fez esse ministério sofrer esse abalo.
Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te e volta à pratica das primeiras obras.”  Ap 2; 5
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Teologia da Conformidade 274
Praticando a palavra no dia a dia- Aqueles que dormem!
Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te entre os mortos, e Cristo te iluminará.” Ef 5;14
As exortações do apostolo Paulo para aqueles que dormem, tem haver com aqueles que um dia foi iluminado e não conseguiram permanecer na fé e voltaram às velhas praticas do homem natural.   
A exortação de Paulo era para aqueles que insistiam em praticar as obras infrutíferas das trevas. “Portanto, vede prudentemente como andais não como néscios, e sim como sábios, remindo bem o tempo, porque os dias são maus.” Ef 5; 15 e 16
Sabemos que temos uma batalha diária contra carne e o mundo que insistem em se rebelar contra a vontade de Deus. E alguns não resistem à pressão e sucumbe.
Paulo exortava que andássemos com prudência, remindo bem o tempo.
Para aqueles que dormem a exortação de Paulo ter haver em vigiar em relação à  vinda repentina do Senhor como “ladrão de noite”.
Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrario, vigiemos e sejamos sóbrios.” 1 Ts 5; 4 a 6
Chegamos à conclusão que aqueles que dormem, está despercebido com que está acontecendo. Está alheio a real situação, de sua vida espiritual diante de Deus.
São aqueles que insistem em andar de acordo com o mundo e serem cumplices com as suas obras e se ocuparem com os cuidados desse mundo, do que em agradar a Deus a fazer a sua vontade.
São aqueles que ainda controlam sua vida, e as suas prioridades estão em primeiro lugar.
Eis a razão por que entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem. Porque se julgássemos a nós mesmos, não seriamos julgados. Mas, quando julgados, somos disciplinados pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.” 1 Co 11; 30 a 32
Para aqueles que vivem na luz, entendem que a sua vida sem Cristo, estava desajustada, pois tudo que se fazia era proveniente do nosso pensamento, guiado pelo “deus” desse século. Vivíamos em total rebeldia diante de Deus. Tínhamos uma vida “independente”, sobre o nosso controle.
Deus requer de nós que sejamos totalmente dependentes dele. É por isso que tem pessoas, que estão na igreja, porém, são aquelas que dormem iludidas, pensando que estão fazendo a vontade de Deus, porém, ainda estão em desobediência, tanto quanto os incrédulos.
Deus requer de cada um de nós, que venhamos abrir mão da nossa independência e passarmos a ser totalmente dependente de Cristo Jesus. Tudo tem que está no controle de Cristo Jesus em todas as áreas: familiar (relacionamento familiar), uso do tempo, uso do dinheiro, relacionamento com os homens e irmãos e o trabalho.
É preciso que em tudo seja apresentado diante de Deus, e que o Espirito Santo venha sondar se as nossas intenções procedem de um coração sincero. Devemos sim vigiar, para que as nossas motivações sejam verdadeiras e de acordo coma vontade soberana de Deus.
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges



sábado, 11 de fevereiro de 2017

Teologia da Conformidade 273
Praticando a palavra no dia a dia- Aprimorando no Amor!
Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.” Cl 3;14
O cristianismo tem como base a Cristo Jesus, a pedra angular. E a plenitude da manifestação de Cristo Jesus está no amor.  
Só o amor pode neutralizar a ação maléfica das trevas que hoje no mundo impera e tem a sua ação nefasta destruindo vidas.
Deus, Pai demonstrou esse grande amor: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo que nele crê na pereça, mas tenha vida eterna”. Jo  3; 16 
Jesus Cristo sempre pregou o amor. E um das características do reconhecimento dos seus seguidores seria o amor: “O meu mandamento é este; que vós ameis uns aos outros, assim como eu vós amei.” Jo 15; 12
Uma das características de reconhecimento de um discípulo de Cristo é o amor.
Jesus disse que o primeiro e grande mandamento é amar a Deus de todo o coração, alma e entendimento; e o segundo, semelhante a este é amar ao próximo como a si mesmo. Este dois mandamentos são, portanto, a base da vida cristã.
Em 1 Jo 4; 7 e 8 diz: “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo o que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.”
Se não amamos o nosso próximo, o apostolo João nos diz que não conhecemos a Deus! É impossível conhecer a Deus sem viver o amor. Isso porque Deus é amor. É preciso que pratiquemos o amor. E isso é obra do Espirito Santo nos nossos corações. Pois, para o homem natural é impossível!
Porém, Jesus mesmo disse que amor iria esfriar de muitos nos fins dos tempos. “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos.” Mt 24; 12
Quando há proliferação das trevas, a iniquidade aumenta e está faz com que o amor venha esfriar. Presenciamos continuamente a iniquidade se multiplicar e a proliferação do ódio se multiplicar. As pessoas a cada dia se escandalizam com que está acontecendo no mundo, onde as injustiças estão sendo cometidas, e presenciamos tudo em tempo real pelos meios de comunicação.
Quando passamos a compreender da importância do amor, para que toda treva se dissipe e a luz venha a iluminar os corações dos homens, compreendemos a real ação do amor.
É preciso que a Igreja use da sua maior arma contra ação do maligno neste planeta que é amor.
Sabemos que para o homem natural o amor é algo estranho, não natural. Para o homem natural o amor que ele conhece é o amor carnal, a paixão carnal, onde dá vasão as suas concupiscências. Porém, o amor de Deus, este vem do alto só é conhecido através do Espirito Santo quando este habita no coração dos resgatados.
Para se conseguir este amor é preciso conhecer a Jesus e aceita-lo como Senhor e Salvador. O Espirito Santo passa agir no coração do homem resgatado e o sangue de Cristo Jesus o purifica de todos os pecados. O Espirito Santo passa a conscientiza-lo do pecado, da justiça e do juízo. (Jo 16; 8)
Sendo assim, o homem resgatado passa a conhecer outra dimensão que outrora lhe era desconhecido. Passa a buscar as coisas do alto, passa a pensar nas coisas do alto. Começa assim, a sua libertação das coisas terrenas.
O apostolo Paulo sempre exorta que libertássemos das coisas terrenas. “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza que é idolatria. Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena de vosso falar. Não mintais uns aos outros, uma vez que voz despiste do velho homem com seus feitos e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.” Cl 3; 5; 8 a 10
Todo esse processo é feito por Deus. “Porque é Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.” Fp 2;13
Para isso, basta pedir. “E esta a confiança que temos para com ele: que, se pedimos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feitos.” 1 Jo 5; 1; 14 e 15
– Ora! Deus deseja que sejamos a imagem de seu Filho Jesus. Deus deseja que vivamos na pratica do amor e que sejamos libertos da nossa natureza terrena caída do homem natural. Sendo assim, quando pedimos tais coisas, Ele nos ouve e nos atende por ser da sua vontade.
Busquemos tais coisas do alto, como fruto do Espirito: “Amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fé, mansidão e domínio próprio.” Gl 5; 22 e 23
Pois aqueles que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com suas paixões e concupiscências”. Gl 5; 24
Se vivemos no Espirito, andemos no Espirito”. Gl 5; 25
Para que tenhamos o amor de Deus em nossa vida e a prática desse amor, só será possível se vivermos no Espirito e andemos no Espirito.
Shalom Plena!
Ministério de Ensino Kehilah - ק ה י ל ה
Pr. Yosef di David Vidigal Borges